Dicas de Homem

Jornalismo – Um serviço público e para o público!

Automaticamente, quando se pensa em jornalismo pensa-se em pivots de telejornal, em reporters de televisão. Quando se entra para um curso de comunicação social, ciências da comunicação, ou jornalismo, o intuito é mesmo, na maioria das vezes, trabalhar em televisão com o objetivo de chegar à apresentação do jornal nacional ou de ser o escolhido para realizar um direto. Pensa-se, simplesmente, em aparecer.

O jornalismo é muito mais que isso! A profissão exige versatilidade, insenção horária e partidária, mas também insenção de uma causa social que defendemos, mas que no momento de falar sobre ela temos de ser imparciais sobre o que vamos transmitir. Ser jornalista é noticiar aspetos menos bons, ou melhores, mas que têm sempre de ser de  interesse público, apesar de apetecer escrever ou relatar algo em especial, que nos agradou ou nos indignou, mas que em nada influência o bem-estar e a vida da sociedade em geral.

Ser jornalista é ser isento, é ser responsável e pôr de lado os ideiais que se defende em prol de passar a melhor informação possível, com o maior rigor,ao público que vai ler, ouvir ou ver o que escrevemos e transmitimos.

Jornalismo é rádio, televisão e imprensa. É pensar na profissão como um meio  informação, que relata e demonstra o que se passa de relevante no país e no mundo, de maneira “nua e crua”, despida de interesses pessoais, políticos ou económicos.

Gostas-te? Então partilha!

Comenta!